ax novinhaix

Por que tanto cinza?

Por que tanto cinza?

Se você mora em uma grande cidade do Brasil, são grandes as chances de que a cor que você mais vê no seu dia-a-dia seja o cinza e seus cinqüenta tons. Áreas urbanas tendem a ser verticais, áridas e monocromáticas. E além de ser chato e anti-climático (tem umas musiquinhas que pedem um ventinho no rosto e tal), viver cercado de concreto acaba tendo um efeito na nossa rotina que vai muito além da estética.

São as chamadas ilhas de calor. Não é nada muito complexo. É assim oh: onde não tem árvore, vai ser mais calor. Só isso. E com verões cada vez mais rigorosos e menos árvores, talvez isso substitua os food trucks:

Calor de fritar ovo no asfalto

Calor de fritar ovo no asfalto

A gente precisa devolver o verde pras cidades! Conversamos com o pessoal da Ecotelhado, uma empresa que identificou esse problema e propôs uma solução. O João, agrônomo, e o Paulo, engenheiro civil, desenvolvem sistemas que permitem que o exterior de prédios e casas tenham um revestimento de vegetação.

Naquela época (da abertura da empresa) poderíamos ser ditos como “loucos” pois aquilo era incomum, principalmente num país em desenvolvimento. Mas com a desconstrução na cabeça das pessoas, fomos crescendo, mais pessoas começaram a se interessar pelo assunto e fomos adicionando mais produtos para auxiliar nosso ambiente urbano.
Jardim no telhado!

Jardim no telhado!

Eles também tem um sistema integrado, onde o esgoto da residência é tratado no telhado, para que água possa ser utilizada para fins não potáveis (como irrigação do jardim e descargas). Ou seja, deu pra transformar isso:

Nisso:

Olha esses doguinhos correndo na grama, gente!

Olha esses doguinhos correndo na grama, gente!

E com tudo isso aí em cima a gente diminui a temperatura interna da construção, a temperatura das cidades, absorve a chuva, purifica o ar e deixa tudo mais lindo. Ainda mais se você tiver uns cães assim.

Não é fácil trabalhar com soluções novas, as pessoas precisam gostar mais da ideia do “reciclo”, reutilizar tudo que possível e, ao descartar, tentar devolver o mais “limpo” possível. O mundo não sustenta o consumismo desenfreado.
O poder de uma árvore!

O poder de uma árvore!

Claro que isso tem um preço, e também não é todo dia que a gente constrói um prédio para poder pensar em soluções assim, mas podemos começar por espalhar essa ideia. Vai que a moda pega? Cultivar nossa própria hortinha na janela ou na sacada de casa também é um bom começo, #ficaadica. Vamos falar mais sobre hortinhas nesse mês...até lá, fique com essa belezura da casa do Gabriel como inspiração:

Temperinhos na janela :)

Temperinhos na janela :)

Yoga para todos!

Yoga para todos!

Sorbet de M.a.n.g.a.!

Sorbet de M.a.n.g.a.!

0