ax novinhaix

A cura da morte

A cura da morte

Quando recebi o tema morte, pensei “É um tabu e ao mesmo tempo um tema muito polêmico, o que vai ser?” e essa pergunta foi respondida pelas experiências que vivi na última semana e pela decisão de olhar para o meu passado e revelar o maior tabu da minha vida, que guardo há onze anos, vamos ver o que vai dar :) 

Quando o símbolo máximo da fraqueza de estar vivo se mostra na forma de alguém que se vai, sentimos uma dor, aquela emoção que nos expõe ao medo e ao pavor da falta de controle que temos sobre nossa existência. 

Esse medo nos aprisiona em lugar muito limitado e não nos permite enxergar a beleza da certeza que temos de um dia partir. 

Ter que deixar ir quem precisa ir, quem foi escolhido naquele momento para ir por uma força muito maior que nós, ou mesmo quem decidiu partir, nos faz acessar a culpa que cultivamos por não sermos super hérois capazes de salvar o outro da vida, ou dele mesmo, como aconteceu na minha história. 

Escolher não aceitar a minha fraqueza real e concreta e a total falta de poder sobre a decisão do meu pai de morrer me fez carregar uma culpa maior que eu, e muito maior que toda felicidade que eu nem conseguia imaginar sentir depois que isso aconteceu. 

Como eu poderia permitir que ele tomasse essa decisão?Como nós podemos permitir que a vida tome essa decisão por nós? Simplesmente não queremos e por esse motivo lá no fundo, não conseguimos perdoar a vida e não conseguimos perdoar os que foram. 

A beleza começa com a cura dos que ficam.Aceitar a decisão do meu pai e perdoá-lo, permitir que a força maior cumpra seu papel na minha existência e perdoá-la, foi o caminho para me acolher iniciar o meu processo de perdão daquela parte de mim que ainda está aprendendo a aceitar sua fraqueza e vulnerabilidade perante a vida. 

a cura da morte

A beleza é construída quando agradecemos por estar aqui em cada momento em que nos lembramos que a vida é finita. 

A beleza é vivida quando o momento presente é visto como ele é, único e tudo que existe na nossa sua vida, ele é tão importante que somos capazes de fazer o que for preciso para que seja alegre, leve e amoroso. 

A mensagem final é escolha viver a cada instante, ame o outro a cada interação apenas se relembrando da importância que aquele momento tem para você. 

A vida é perfeita, maravilhosa e tão significativa.Somos muito abençoados pela oportunidade de estar aqui agora, aprendendo sobre nós a cada emoção que o outro nos desperta. 

E para finalizar esse breve texto, deixo um exercício que poderá te auxiliar no seu caminho de cura <3 

a cura da morte

Esteja em lugar tranquilo e que não seja incomodado, coloque uma música instrumental bem leve, sente e faça respirações bem profundas.Feche os olhos. Traga aos poucos a imagem da pessoa que se foi e relembre do que essa pessoa te fez sentir, que emoções ela despertava quando você estava perto dela. Olhe nos olhos dela e diga, eu te perdoo por você não estar mais aqui para despertar essas emoções em mim.Repita pelo menos três vezes.Sinta o perdão no seu coração. Deixe que a pessoa vá embora em um caminho bem iluminado e relembre que essas emoções são suas e vocês pode despertar sempre que quiser.Abra seus olhos.Perceba como se sente e repita este exercício sempre que quiser. <3 

O sagrado em mim reverencia o sagrado que existe em você.Gratidão por viver este momento comigo. 

Com amor, Ani. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conscientizar & Libertar

Conscientizar & Libertar

Outono em Nova York - Comprinhas!

Outono em Nova York - Comprinhas!