ax novinhaix

As hortas urbanas na Alemanha

As hortas urbanas na Alemanha

Flores, frutas, ervas, aromas, temperos e muito capricho. O período da primavera traz consigo um contraste bonito. Na Alemanha, o que antes era neve branca, torna-se cor. Com anãozinho ou sem, os jardins na Alemanha são garantia de entretenimento e competição (saudável!) entre os vizinhos. 

eu vi gnomos

eu vi gnomos

Segundo dados da Gartenfreunde (ou Associação Amigos do Jardim) aproximadamente quatro milhões de alemães cultivam pequenos jardins. Durante muito tempo eram, sobretudo, as pessoas idosas que cuidavam desta área. Recentemente, famílias jovens descobriram também o gosto pela jardinagem, de tal forma que a média de idade dos proprietários baixou dos 60 para 47 anos.

Os pequenos jardins particulares, que foram inicialmente criados como forma de combater a fome e miséria, tornaram-se uma atração para as "famílias urbanas". Não só por ser uma atividade de baixo custo, mas também por oferecer uma opção de lazer ao ar livre e em contato com a natureza para os pais e crianças, que ali podem brincar e cultivar livremente.

Caso não se possa ter o jardim em casa, aqui os "Jardins de Schreber" são uma opção. Tratam-se de pequenos pedaços de terra, localizados no entorno das grandes cidades, que podem ser alugados mensalmente (baratinha!) e ali as pessoas cultivam, aproveitam a natureza e curtem com os amigos e familiares. O nome "Schreber" vem do médico alemão Daniel Schreber, que tinha introduzido essa ideia como uma questão de saúde, pra animar a população mais humilde. Hoje, é uma questão de prazer.

Primavera na Alemanha é sinônimo de fartura e, sim, um jardim mais florido que o outro. Que tal a inspiração?

Quem é você?

Quem é você?

Você sabia?

Você sabia?

0