ax novinhaix

Yoga para todos!

Yoga para todos!

Se exercitar é encontrar e reconhecer sua força interior, seu equilíbrio e sua flexibilidade para que possa aprender a apreciar o seu corpo, testar seus limites e ir além.

Esse é o mote da Mack, uma instrutora de yoga que fundou, em 2011, a Fat Yoga. Isso aí, um estúdio de yoga especializado em pessoas gordas. Sim, esse é o termo que ela usa, nada de gordinho, fofinho, rechonchudo, plus size. Segundo Mack, gordo(a) é apenas uma palavra descritiva que, infelizmente, muitas vezes é usada com conotações e sentimentos negativos.

Mack, sua gênia!

Mack, sua gênia!

Não queremos desculpas para algo que não precisa de desculpas, explicações, vergonha. Gordo(a) é um adjetivo descritivo totalmente neutro. Fat is fine!

Mack percebeu que o tamanho da barriga, braços, coxas e outras partes do corpo podem influenciar na maneira como as asanas (poses de yoga) são executadas, mas que isso não precisa ser um fator desencorajador. A Fat Yoga quer que a prática respeite e, ao mesmo tempo, desafie as pessoas. O objetivo? Nem de longe é emagrecer ou ficar com um corpo sarado. A ideia é que as pessoas se utilizem do poder da prática da yoga para encontrar paz de espírito:

Nós queremos aceitar nossos corpos e encontrar alegria em cada movimento.
Downward facing dog, ou pose do cachorro

Downward facing dog, ou pose do cachorro

Mas e aí, quer dizer que a saúde não importa? – dirão os haters. A yogi diz que importa sim, mas que ninguém – gordo, magro, saudável ou não – merece ser julgado, envergonhado ou mal tratado. Afinal, como isso poderia ajudar alguém a ser mais saudável?

A Fat Yoga fica em Portland, nos Estados Unidos. Mas quem sabe alguém não se inspira a fazer o mesmo por aqui? :)

Doguinho revela que se inspirou no post

Doguinho revela que se inspirou no post

Primavera + Sol + Vitamina D

Primavera + Sol + Vitamina D

Por que tanto cinza?

Por que tanto cinza?

0